Blog Dr. Eliney Faria

Revisão sistemática e meta-análise sobre a potência após prostatectomia radical robótica

 

 

Revisão sistemática e meta-análise de estudos relatando taxas de potência após prostatectomia radical assistida por robôs

Essa revisão sistemática muito interessante avaliou  prevalência atual e os potenciais fatores de risco de disfunção erétil após prostatectomia radical robótica. Foram avaliados 15 séries de casos, 6 estudos comparando diferentes técnicas cirúrgicas, 6 estudos comparando aberta e robótica, e 4 estudos comparando robótica com laparoscópica . As taxas de potência de 12 e 24 meses variaram de 54% a 90% e de 63% a 94%, respectivamente. Idade, potência inicial, índice de comorbidades e extensão do procedimento de poupar os nervos, representam os preditores pré-operatórios e intraoperatórios mais relevantes da recuperação da potência após o procedimento. As análises cumulativas mostraram melhores taxas de potência para cirurgia robótica. Os dados provenientes da presente revisão sistemática apoiam o uso de uma técnica robótica para melhores resultados de potencia.